coisas que me passam pela cabeça, e outras que vão ficando

[ textos recentes

[ A velocidade da corrida

[ Directamente de ontem...

[ Desporto, dizem eles...

[ arquivos

[ Março 2016

[ Agosto 2015

[ Junho 2015

[ Março 2015

[ Março 2014

[ Março 2013

[ Fevereiro 2013

[ Julho 2012

[ Maio 2012

[ Outubro 2011

[ Agosto 2011

[ Junho 2011

[ Abril 2011

[ Janeiro 2011

[ Novembro 2010

[ Outubro 2010

[ Setembro 2010

[ Agosto 2010

[ Junho 2010

[ Maio 2010

[ Março 2010

[ Janeiro 2010

[ Dezembro 2009

[ Novembro 2009

[ Outubro 2009

[ Julho 2009

[ Junho 2009

[ Maio 2009

[ Abril 2009

[ Março 2009

[ Fevereiro 2009

[ Janeiro 2009

[ Dezembro 2008

[ Novembro 2008

[ Outubro 2008

[ Setembro 2008

[ Agosto 2008

[ Julho 2008

[ Junho 2008

[ Maio 2008

[ Abril 2008

[ Março 2008

[ Fevereiro 2008

[ Janeiro 2008

[ Dezembro 2007

[ Novembro 2007

[ Outubro 2007

[ Setembro 2007

[ Agosto 2007

[ Julho 2007

[ Junho 2007

[ Maio 2007

[ Abril 2007

[ Março 2007

[ Fevereiro 2007

[ tags

[ todas as tags

Segunda-feira, 23 de Agosto de 2010

A velocidade da corrida

Corre hoje a notícia da detenção de algumas pessoas que estavam a fazer corridas na via pública na zona de Peniche. Logo à partida alegra-me a notícia da sua detenção. Não faltam por aí cromos que têm a mania de que todos se devem desviar deles para poderem andar na velocidade que bem entendem. Quem quiser que se desvie, sejam carros, camiões, semáforos ou passadeiras.

Não interessa agora o local nem a quantidade de pessoas, mas interessa-me na notícia a expressão "corridas a alta velocidade" porque poderia a corrida não ser de alta velocidade? Pode uma corrida ser de baixa velocidade? Uma corrida não é para saber quem é o mais rápido? Seja a correr muito ou pouco, ganha sempre quem tiver mais velocidade. Um atleta dos 100 metros corre a alta velocidade comparado com um maratonista, mas qualquer um deles vai à mais alta velocidade que consegue, senão não ganha. Sempre pelo princípio Citius, Altius, Fortius , (mais rápido, mais alto, mais forte), ganha o mais rápido.

Houve um outro detalhe da notícia que me incomodou. A dada altura é feita referência a "manifestações desportivas na via pública". E o detalhe não são esta palavras todas. Foi na via pública, foram manifestações, mas serão "desportivas"? Comportarem-se sem respeito algum pelo cidadão alheio, alheios eles e elas aos mais básicos princípios de civismo, quiçá sem imaginarem o que isso seja, será isso desportivismo? Estranho... Se me fosse dada a oportunidade escreveria algo como "Quatro condutores foram detidos pela GNR, esta madrugada, por efectuarem corridas na via pública no IP6 e na estrada nacional 247, na zona de Peniche. Estas manifestações de desrespeito pelas regras de trânsito e o uso abusivo da coisa pública é punível com penas até dois anos de prisão".

publicado por coisas minhas às 17:00
link do post | comentar | favorito
Domingo, 21 de Junho de 2009

Directamente de ontem...

Domingo, seis e pouco da manhã. Enquanto preparo o pequeno almoço ligo a tv para ver alguma coisa que esteja a dar "A esta hora não deve haver nenhum canal nacional, é melhor ir para os estrangeiros", pensei eu. Na 1 havia televendas de cenas para minimizar a pança, e a carteira também. Busco uma caneca, um prato, os guardanapos, e mudo o canal: RTP 2: atletismo! "Uau! o que eu gosto de atletismo!". Deixei ficar.

Fui arranjando as coisas enquanto espreitava sobre o ombro e tentava acompanhar o relato. "Directo", dizia no canto superior esquerdo logo por baixo do logotipo da RTP 2.

"Directo?" pensei "De onde a esta hora? Está lá Sol, é manhã mas o Sol já vai alto."

Café, leite, fruta, mais coisas para a mesa. Por baixo do "Directo" dizia outra coisa, que não recordo com exactidão, mas remete-me a memória para algum campeonato de atletismo. Não importa.

Enquanto acabava de preparar tudo, estava a acabar uma estafeta, e a equipa portuguesa acabou em segundo. "Boa, bom trabalho!" felicitei-os eu anonima e silenciosamente. Mas a curiosidade quanto ao sítio aumentava. "Onde será isto que já lá é meio da manhã? Se é em 'Directo'..."

Pão, compota, talheres, e sento-me. Vejo a Naide Gomes, pouco depois o Obikuwelu (é assim?...). Vislumbrei uma indicação por baixo do número que cada atleta tem no peito, qualquer coisa começada por L e acabando em 2009. "Letónia, será? Para já ser manhã alta? Ou bastará que seja no Luxemburgo? Bom... também pode ser o nome de uma cidade, e há tantas começadas por 'L'..."

E de repente PIMBA: grande plano de um atleta e leio num grande o que diz por baico do número dele: Leiria 2009.

LEIRIA?!?!? Isto é em Directo de Leiria?!? Como se aqui o Sol ainda não nasceu?!? É o dia mais longo do ano, mas, caramba!, não abusem! Se eu morasse nos Açores, aceitava que aqui fosse ainda aurora e em Leiria já o Sol estivesse alto, mas não é o caso. E, depois, mesmo não estando o estádio cheio, está lá muita gente, coisas estranha para o portuga numa madrugada de Domingo. E com crianças pequenas também!... E bem dispostos a esta hora...

Completamente à toa procuro no teletexto uma salvação para a confusão, procurando descobrir que raio é aquilo que estou a ver. Para ajudar a programação começa só às 07h00, "daqui a 45 minutos!..." reparei.

Pois bem, o que estou a ver não é 'Directo' Já foi 'Directo' mas agora já não. É só 'Directo' de ontem. Foi gravado ontem directamente com o 'Directo' escarrapachado no ecrã. E agora, quem fez o disparate de deixar emitir aquilo com o 'Directo' que já não é - e que não é coisa que nunca se tenha visto, é recorrente - devia também andar com um 'DISPARATEI' escarrapachado na testa.

publicado por coisas minhas às 22:48
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Agosto de 2008

Desporto, dizem eles...

Já esperava isto, mas tinha uma réstia de esperança de que não acontecesse. Já há quatro anos foi assim. Esperava que tivesse evoluído, mas não, continua na mesma. Há em Portugal três grandes jornais que se dizem e são referidos com "desportivos", ou "de desporto": A Bola, o Record e O Jogo. Hoje, 8 de Agosto de 2008, dia de arranque dos Jogos Olímpicos de Pequim, o maior evento desportivo mundial, estes três jornais têm as seguintes notícias:

A Bola dá um pequeno destaque aos Jogos Olímpicos logo abaixo do nome do Jornal com a legenda"começa a festa universal". Ocupará cerca de um quarto da altura da página, o resto é futebol, mas é muito mais do que eu esperava, confesso. É, destes jornais, o que maior destaque dá. - O Jogo não dá qualquer destaque aos Jogos Olímpicos. Nem uma foto, nem um cabeçalho, nada. As únicas notícias e títulos são de futebol. Para

 

O Jogo parece que só o futebol é jogo, os outros desportos não são nada, não lhes interessam. Já nem sonho que possam noticiar Esqui, Hóquei no Gelo ou Curling, que são desportos de Inverno de de países mais frios. Mas será que nunca ouviram falar de Badminton, Vela, Judo, Tiro ao Arco, Atletismo em todas as suas variedades, Xadrez, Automobilismo, Xadrez, Basquetebol, Andebol, Hóquei em Patins, Voleibol, Karaté, Natação, Equitação? A mim não me interessa este jornal.

Por fim o Record dá uma pequena notícia. Em grande tem a fotografia de um jogador - de futebol, claro! - que chegou ontem. Não ganhou, não marcou golos, não conseguiu nenhuma proeza nem cometeu nenhum crime, apenas chegou. E por isso e é notícia em grande, enchendo quase toda a página. À volta, fora a publicidade, há mais notícias (de futebol...) e lá aparece uma caixa pequena dizendo "JOGOS OLÍMPICOS PEQUIM 2008, Portugal sonha na China". Ocupa mais ou menos 3% de toda a página. Para este jornal é isso quanto valem os Jogos Olímpicos face ao futebol: 3%.

publicado por coisas minhas às 10:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

[ quem sou

[ pesquisar

 

[ Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

[ links