coisas que me passam pela cabeça, e outras que vão ficando

[ textos recentes

[ Ronaldo é apresentado hoj...

[ O homem que não existe

[ Sábios conselhos

[ Coisas úteis (?) que se a...

[ We Go ou Nós Vamos?

[ Eusébio no Panteão não. P...

[ Viva la vida loca aos 80!

[ Não tenho dinheiro para u...

[ A senhora engorda e volta...

[ Al Capone era Tuga

[ arquivos

[ Julho 2018

[ Março 2016

[ Agosto 2015

[ Junho 2015

[ Março 2015

[ Março 2014

[ Março 2013

[ Fevereiro 2013

[ Julho 2012

[ Maio 2012

[ Outubro 2011

[ Agosto 2011

[ Junho 2011

[ Abril 2011

[ Janeiro 2011

[ Novembro 2010

[ Outubro 2010

[ Setembro 2010

[ Agosto 2010

[ Junho 2010

[ Maio 2010

[ Março 2010

[ Janeiro 2010

[ Dezembro 2009

[ Novembro 2009

[ Outubro 2009

[ Julho 2009

[ Junho 2009

[ Maio 2009

[ Abril 2009

[ Março 2009

[ Fevereiro 2009

[ Janeiro 2009

[ Dezembro 2008

[ Novembro 2008

[ Outubro 2008

[ Setembro 2008

[ Agosto 2008

[ Julho 2008

[ Junho 2008

[ Maio 2008

[ Abril 2008

[ Março 2008

[ Fevereiro 2008

[ Janeiro 2008

[ Dezembro 2007

[ Novembro 2007

[ Outubro 2007

[ Setembro 2007

[ Agosto 2007

[ Julho 2007

[ Junho 2007

[ Maio 2007

[ Abril 2007

[ Março 2007

[ Fevereiro 2007

[ tags

[ todas as tags

[ visitas

Quinta-feira, 31 de Maio de 2007

Russia ataca EUA?!?

Estava a ver (só a ver, sem som) a abertura do Jornal das 22h na RTP 2 há minutos atrás, e na abertura vejo um missil a ser disparado e a legenda "Russia ataca EUA"!

A notícia era, afinal bem diferente. Não foi a Russia, foi o Putin que atacou VERBALMENTE a política norte-america de instalação de misseis seus em países europeus, nomeadamente na Polónia. Não lançou nenhum missil, nem nenhuma bala, nem uma pedra com fisga nem sequer um balão de água.

Putin acusou, e nisso concordo com ele, os EUA de à revelia do Direito Internacional instalarem armas suas ofensivas em território alheio. E no entanto a notícia foi apresentada como se a Russia tivesse lançado um míssil contra os EUA.

Terá alguém na Direcção de Informação da RTP a mínima capacidade de entender o tamanho desta asneira? O que foi anunciado é uma mentira. A mensagem passada é uma distorção inadmissível de factos diametralmente opostos. Quem por algum acaso naquele instante passasse por uma montra onde a notícia estava a passar, ou estivesse num café ou restaurante com muito barulho, sem ouvir o som da notícia, o que entenderia? Quem fez o disparate daquele anúncio - já que aquilo não é notícia - terá dois dedos de testa para saber o que faz? Ou um dedo só, pelo menos?

Para além da abjecção que é este disparate, mais um a juntar a tantos, irrita-me sobretudo ser obrigado a pagar para que gente incompetente invente coisas que depois rotula de 'notícias' sem saber o que anda a fazer.

como estou?:
publicado por coisas minhas às 22:12
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De siri a 10 de Junho de 2007 às 00:29
Cada tiro cada melro. Será que actualmente os "jornalistas" são escritores de ficção?

Comentar post

[ quem sou

[ pesquisar

 

[ Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

[ links