coisas que me passam pela cabeça, e outras que vão ficando

[ textos recentes

[ O homem que não existe

[ Sábios conselhos

[ Coisas úteis (?) que se a...

[ We Go ou Nós Vamos?

[ Eusébio no Panteão não. P...

[ Viva la vida loca aos 80!

[ Não tenho dinheiro para u...

[ A senhora engorda e volta...

[ Al Capone era Tuga

[ Carnaval palerma

[ arquivos

[ Março 2016

[ Agosto 2015

[ Junho 2015

[ Março 2015

[ Março 2014

[ Março 2013

[ Fevereiro 2013

[ Julho 2012

[ Maio 2012

[ Outubro 2011

[ Agosto 2011

[ Junho 2011

[ Abril 2011

[ Janeiro 2011

[ Novembro 2010

[ Outubro 2010

[ Setembro 2010

[ Agosto 2010

[ Junho 2010

[ Maio 2010

[ Março 2010

[ Janeiro 2010

[ Dezembro 2009

[ Novembro 2009

[ Outubro 2009

[ Julho 2009

[ Junho 2009

[ Maio 2009

[ Abril 2009

[ Março 2009

[ Fevereiro 2009

[ Janeiro 2009

[ Dezembro 2008

[ Novembro 2008

[ Outubro 2008

[ Setembro 2008

[ Agosto 2008

[ Julho 2008

[ Junho 2008

[ Maio 2008

[ Abril 2008

[ Março 2008

[ Fevereiro 2008

[ Janeiro 2008

[ Dezembro 2007

[ Novembro 2007

[ Outubro 2007

[ Setembro 2007

[ Agosto 2007

[ Julho 2007

[ Junho 2007

[ Maio 2007

[ Abril 2007

[ Março 2007

[ Fevereiro 2007

[ tags

[ todas as tags

Segunda-feira, 28 de Maio de 2012

Um presidente distante

O Presidente da República está em Singapura. Segundo as notícias de hoje recusou-se a comentar caso Miguel Relvas "a 15 mil km de distância". De facto é longe. Lá a Singapura as notícias não chegam bem. Singapura deve ser um país ainda mais pobre que Portugal e sem recursos de telecomunicações decentes. Pelo que espreitei na Wikipedia tem um PIB per capita de $49.270. O de Portugal é de $23.361, menos de metade... com um PIB per capita destes não há condições.

A 15 mil kilómetros de distância não é, de facto, possível saber ao certo o que se passa em Portugal, e logo com oito horas de diferença no fuso horário. As ligações telefónicas devem ser horríveis, e com a reforma do Presidente, e todas as dificuldades que ele tem para gerir as suas contas, não lhe deve ser possível comprar um telemóvel 4G, se calhar nem um 3G, para poder ligar para Portugal em condições e saber o que cá se passa. Quando cá está o Presidente não deve saber notícias do mundo por telefone nem e-mail, por lá do Mundo mais pobre que nós "as notícias chegam aqui de forma imprecisa". Ainda faltam uns anitos para este senhor deixar de ser Presidente da República. Haja paciência.

PS: no meio disto tudo, é estranho como o som da TSF chegou tão bem de Singapura a Portugal!... Mas a TSF é uma excelente rádio, deve ter coisas do outro mundo, que não há em Singapura. Nem cá!!

publicado por coisas minhas às 15:41
link do post | comentar | favorito

[ quem sou

[ pesquisar

 

[ Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

[ links