coisas que me passam pela cabeça, e outras que vão ficando

[ textos recentes

[ O homem que não existe

[ Sábios conselhos

[ Coisas úteis (?) que se a...

[ We Go ou Nós Vamos?

[ Eusébio no Panteão não. P...

[ Viva la vida loca aos 80!

[ Não tenho dinheiro para u...

[ A senhora engorda e volta...

[ Al Capone era Tuga

[ Carnaval palerma

[ arquivos

[ Março 2016

[ Agosto 2015

[ Junho 2015

[ Março 2015

[ Março 2014

[ Março 2013

[ Fevereiro 2013

[ Julho 2012

[ Maio 2012

[ Outubro 2011

[ Agosto 2011

[ Junho 2011

[ Abril 2011

[ Janeiro 2011

[ Novembro 2010

[ Outubro 2010

[ Setembro 2010

[ Agosto 2010

[ Junho 2010

[ Maio 2010

[ Março 2010

[ Janeiro 2010

[ Dezembro 2009

[ Novembro 2009

[ Outubro 2009

[ Julho 2009

[ Junho 2009

[ Maio 2009

[ Abril 2009

[ Março 2009

[ Fevereiro 2009

[ Janeiro 2009

[ Dezembro 2008

[ Novembro 2008

[ Outubro 2008

[ Setembro 2008

[ Agosto 2008

[ Julho 2008

[ Junho 2008

[ Maio 2008

[ Abril 2008

[ Março 2008

[ Fevereiro 2008

[ Janeiro 2008

[ Dezembro 2007

[ Novembro 2007

[ Outubro 2007

[ Setembro 2007

[ Agosto 2007

[ Julho 2007

[ Junho 2007

[ Maio 2007

[ Abril 2007

[ Março 2007

[ Fevereiro 2007

[ tags

[ todas as tags

[ visitas

Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011

Ainda Cavaco e Companhia ilimitada...

Há uns anos visitei o site da Presidência da República Portuguesa e vi, com surpresa, que a esposa do presidente tinha uma página naquele site. Fiquei espantado porque não vislumbrei qualquer razão para que assim fosse. Como nada me interessou mais naquele site, nunca mais lá fui.

Agora, a propósito das eleições presidenciais, e quando o Cavaco lamentou a pequena reforma que a esposa tem, lembrei-me de ir de novo ao site da Presidência da República Portuguesa e là está à esquerda (?...) o link para a página de Maria Cavaco Silva. Há uma noticificação quando se passa com o rato, que o link abrirá a página noutra janela, mas o servidor continua a ser o da Presidência da República Portuguesa.

Continuo sem perceber como isto se justifica. Não há no Estado Português a figura de primeira dama, por mais que a imprensa côr-de-rosa ou similar queira designar a esposa do Presidente. Quando tivermos uma Presidente que coabite com um homem, como lhe chamaremos? Primeiro Cavalheiro? Qual será o masculino para 'Dama'?

Regras de Português à parte, o que me chateia nisto não é que a senhora tenha uma página. Qualquer um a pode ter, tal como este blog, ou o facebook, ou qualquer outra coisa. O que me chateia é que alguém que não é funcionário do Estado Português usufrua de funcionalidades pagas por todos. E a pobre da senhora até tem uma reforma baixa, de 800 euros segundo o esposo caridoso. Fraca compensação para quem deu aulas tanto tempo...

Quanto custará a manutenção do site da senhora Maria Cavaco Silva? O aluguer de um site é baratíssimo, mas a sua concepção e manutenção já têm custos. Não é qualquer artolas que faz um site exactamente igual a outro, pelo que suspeito que serão os mesmos webmasters que mantém o site da Presidência. Aliás, tanto no rodapé da página da Presidência como no de Maria Cavaco Silva se lê "© 2006-2010 Presidência da República Portuguesa".

Continuo com a dúvida: porque é que alguém que não tem um cargo no Estado tem uma página pessoal no site de um órgão de soberania do Estado? E quem paga?

Para verem por vós, vejam o site da Presidência da República Portuguesa e o site de Maria Cavaco Silva.

Mais uma razão para não me rever neste candidato como merecedor de confiança para ser presidente.

 

tags:
publicado por coisas minhas às 23:02
link do post | comentar | favorito

[ quem sou

[ pesquisar

 

[ Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

[ links