coisas que me passam pela cabeça, e outras que vão ficando

[ textos recentes

[ Ronaldo é apresentado hoj...

[ O homem que não existe

[ Sábios conselhos

[ Coisas úteis (?) que se a...

[ We Go ou Nós Vamos?

[ Eusébio no Panteão não. P...

[ Viva la vida loca aos 80!

[ Não tenho dinheiro para u...

[ A senhora engorda e volta...

[ Al Capone era Tuga

[ arquivos

[ Julho 2018

[ Março 2016

[ Agosto 2015

[ Junho 2015

[ Março 2015

[ Março 2014

[ Março 2013

[ Fevereiro 2013

[ Julho 2012

[ Maio 2012

[ Outubro 2011

[ Agosto 2011

[ Junho 2011

[ Abril 2011

[ Janeiro 2011

[ Novembro 2010

[ Outubro 2010

[ Setembro 2010

[ Agosto 2010

[ Junho 2010

[ Maio 2010

[ Março 2010

[ Janeiro 2010

[ Dezembro 2009

[ Novembro 2009

[ Outubro 2009

[ Julho 2009

[ Junho 2009

[ Maio 2009

[ Abril 2009

[ Março 2009

[ Fevereiro 2009

[ Janeiro 2009

[ Dezembro 2008

[ Novembro 2008

[ Outubro 2008

[ Setembro 2008

[ Agosto 2008

[ Julho 2008

[ Junho 2008

[ Maio 2008

[ Abril 2008

[ Março 2008

[ Fevereiro 2008

[ Janeiro 2008

[ Dezembro 2007

[ Novembro 2007

[ Outubro 2007

[ Setembro 2007

[ Agosto 2007

[ Julho 2007

[ Junho 2007

[ Maio 2007

[ Abril 2007

[ Março 2007

[ Fevereiro 2007

[ tags

[ todas as tags

[ visitas

Terça-feira, 17 de Novembro de 2009

O Facebook, por piada

Entrei por piada no Facebook. Alguém que muito estimo entrou e convidou-me. Acho piada, por vezes perco por lá algum tempo, mas não sou grande fã.

Começo por duvidar da igualdade nos níveis de amizades. Os amigos no Facebook são todos iguais em relevância, em grau de acesso ás opiniões, quando na verdade não é assim. As conversas, as cumplicidades, as preocupações e segredos que temos com os amigos são tão diferentes como eles próprios. Daí que eu não veja no Facebook uma lista de amigos mas sim uma lista de conhecidos. E isso faz diferença.

Mas há coisas giras, ainda assim, de partilhar. Como há sempre alguém que conhece algué estabelecem-se novos contactos e, por vezes, temos o supremo prémio de encontrar alguém que há muito não vemos. Continuamos a não ver mas esta proximidade cibernética tem essa qualidade de mitigar a distância física e temporal.

Uma última coisa que acho piada, mas só a alguns, é aos testes. Já não acredito muito em determinados testes a sério, quanto mais nestes que pretendem determinar que carro ou música ou quadro ou peixe somos apenas com meia dúzia de questões. À maior parte nem ligo mas alguns por piada faço, e se acho piada com o resultado, ou semelhança com o que creio ser a realidade, acabo por publicar o resultado.

Mas, há pouco, experimentei um que já nem sei o que pretendia descobrir. Estive quase para desistir quando me perguntou que galã do cinema queria ser, de um conjunto de nomes onde eu só conhecia dois, não gostando de nenhum deles. Escolhi um qualquer e passei à frente, já com pouca confiança. E apareceu-me a pergunta mais parva que já lá vi:

"Com que ditador te identificas?", e as hipóteses Mao Tsé-tung, Joseph Stalin, Francisco Franco, Augusto Pinochet e Adolf Hitler!!!!

Enquanto expeli todas as várias interjeições e impropérios que me ocorreram, fechei o teste e, tão depressa, não quero experimentar outro.
 

publicado por coisas minhas às 23:37
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Eliana a 18 de Abril de 2011 às 16:39
OMG , facebook não vale nada , nau sei porque acham tanta piada ao facebook meu deus -.-'
De Siri a 18 de Novembro de 2009 às 00:04
E já agora, vejo muitos no Facebook como coleccionadores de caras: o conceito de uma caderneta de cromos.
De Siri a 18 de Novembro de 2009 às 00:00
O facebook, vejo-o como uma alternativa ao blog: somente escrevo para amigos. Lá coloco a parvoeira que se já pouco interessa a estes, jamais interessaria aos demais do mundo cibernautico.
Na minha lista, um simples punhado de gente, só tenho amigos. Post e videos, só de acesso aos amigos. Porquê? Porque as piadas (as private jockes) e as palermices só fazem sentido (se é que fizeram alguma vez) se forem partilhadas com eles. São eles que têm a liberdade de dizer: és mesmo tótó (talvez por não estarem longe da verdade).

Quanto aos quizz: totalmente viciada. Quanto mais estapafúrdio, melhor.
E ja agora, vou começar a inundar-te com convites para "cuizes". muuuahahahahaha!!!!!

Comentar post

[ quem sou

[ pesquisar

 

[ Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

[ links