coisas que me passam pela cabeça, e outras que vão ficando

[ textos recentes

[ Ronaldo é apresentado hoj...

[ O homem que não existe

[ Sábios conselhos

[ Coisas úteis (?) que se a...

[ We Go ou Nós Vamos?

[ Eusébio no Panteão não. P...

[ Viva la vida loca aos 80!

[ Não tenho dinheiro para u...

[ A senhora engorda e volta...

[ Al Capone era Tuga

[ arquivos

[ Julho 2018

[ Março 2016

[ Agosto 2015

[ Junho 2015

[ Março 2015

[ Março 2014

[ Março 2013

[ Fevereiro 2013

[ Julho 2012

[ Maio 2012

[ Outubro 2011

[ Agosto 2011

[ Junho 2011

[ Abril 2011

[ Janeiro 2011

[ Novembro 2010

[ Outubro 2010

[ Setembro 2010

[ Agosto 2010

[ Junho 2010

[ Maio 2010

[ Março 2010

[ Janeiro 2010

[ Dezembro 2009

[ Novembro 2009

[ Outubro 2009

[ Julho 2009

[ Junho 2009

[ Maio 2009

[ Abril 2009

[ Março 2009

[ Fevereiro 2009

[ Janeiro 2009

[ Dezembro 2008

[ Novembro 2008

[ Outubro 2008

[ Setembro 2008

[ Agosto 2008

[ Julho 2008

[ Junho 2008

[ Maio 2008

[ Abril 2008

[ Março 2008

[ Fevereiro 2008

[ Janeiro 2008

[ Dezembro 2007

[ Novembro 2007

[ Outubro 2007

[ Setembro 2007

[ Agosto 2007

[ Julho 2007

[ Junho 2007

[ Maio 2007

[ Abril 2007

[ Março 2007

[ Fevereiro 2007

[ tags

[ todas as tags

Terça-feira, 16 de Junho de 2009

Os nossos milhões

Parece estar a ser polémica a verba que o Real de Madrid pagou pelo Cristiano Ronaldo.

O Real de Madrid não pagou os milhões de que se fala, certamente. Irá pagar com as verbas que vai receber.

E que verbas são essas?As dos patrocinadores.

E quem paga os patrocinadores? Nós: os que ao domingo vamos de automóvel (marca x, que patrocina o Real)de fato de treino (da marca que patrocina o Real),comprar um jogo para a consola do miúdo (da consola que patrocina o Real). Como é de manhã vai-se ao hiper e compram-se umas cervejas (daquela marca que patrocina o Real) para bebericar enquanto se vê o jogo logo à tarde (no canal pago que transmite os jogos em exclusivo) naquele LCD enorme (da marca que patrocina o Real). Aproveitamos e telefonamos (com o telemóvel da marca que patrocina o Real) para convidar o amigo a ver o jogo e partilhar a cerveja. Já agora leva-se uns refrigerantes (daquela marca que o jogador X fez um anúncio espectacular) para quem não gosta de cerveja. Ah, tenho de levar também lâminas da barba (daquelas em que aparece o jogador y no anúncio). E na caixa paga-se tudo com o cartão multibanco (do banco que patrocina o Real) ou com o cartão de crédito (da marca que patrocina os clubes todos).

E assim somos felizes, porque a vida vai indo. Que interessa se todo este dinheiro serve para pagar 520 milhões de refeições escolares, ou alimentar quase 9 milhões de etíopes se isso não rende dinheiro depois? Quando a supressão da fome render dinheiro ela será atingida.
A história é antiga, a Economia já a ensina há muito. O dinheiro não se multiplica, apenas circula. A questão aqui é que é cada vez mais a circular, porque consumimos cada vez mais. Nós, os que pagamos o Ronaldo e o BCP e o BPN e o TGV e tudo isso.

publicado por coisas minhas às 22:48
link do post | comentar | favorito

[ quem sou

[ pesquisar

 

[ Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

[ links