coisas que me passam pela cabeça, e outras que vão ficando

[ textos recentes

[ O homem que não existe

[ Sábios conselhos

[ Coisas úteis (?) que se a...

[ We Go ou Nós Vamos?

[ Eusébio no Panteão não. P...

[ Viva la vida loca aos 80!

[ Não tenho dinheiro para u...

[ A senhora engorda e volta...

[ Al Capone era Tuga

[ Carnaval palerma

[ arquivos

[ Março 2016

[ Agosto 2015

[ Junho 2015

[ Março 2015

[ Março 2014

[ Março 2013

[ Fevereiro 2013

[ Julho 2012

[ Maio 2012

[ Outubro 2011

[ Agosto 2011

[ Junho 2011

[ Abril 2011

[ Janeiro 2011

[ Novembro 2010

[ Outubro 2010

[ Setembro 2010

[ Agosto 2010

[ Junho 2010

[ Maio 2010

[ Março 2010

[ Janeiro 2010

[ Dezembro 2009

[ Novembro 2009

[ Outubro 2009

[ Julho 2009

[ Junho 2009

[ Maio 2009

[ Abril 2009

[ Março 2009

[ Fevereiro 2009

[ Janeiro 2009

[ Dezembro 2008

[ Novembro 2008

[ Outubro 2008

[ Setembro 2008

[ Agosto 2008

[ Julho 2008

[ Junho 2008

[ Maio 2008

[ Abril 2008

[ Março 2008

[ Fevereiro 2008

[ Janeiro 2008

[ Dezembro 2007

[ Novembro 2007

[ Outubro 2007

[ Setembro 2007

[ Agosto 2007

[ Julho 2007

[ Junho 2007

[ Maio 2007

[ Abril 2007

[ Março 2007

[ Fevereiro 2007

[ tags

[ todas as tags

[ visitas

Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

Portuguesíssimo!!

Continuam a surpreender-me os títulos dos jornais futebolísticos
(ainda que se digam "desportivos"). Não os compro, nem os leio, mas ao
longe vou acompanhando a sua primeira página porque é com interesse
que vejo as rúbricas das "primeiras páginas dos jornais" nos
noticiários televisivos ou até no Sapo.
Algures esta semana um desses jornais tinha como título "O que é
nacional é bom". Quando ouvi o pivou do noticiário ler este título
olhei para o televisor e, pelo que percebi, o tal jornal referia-se a
alguns jogadores portugueses. Às tantas o pivot disse o nome dos
jogadores e ouve um que ficou a fazer-me comichão algures entre a
repartição das incredulidades e o guichet dos disparates. Procurei na
net a tal primeira página para ver se tinha percebido bem o nome, e
concluí que sim. Um dos "nacionais" chama-se Ruben Micael.
Ele há toda a espécie de nomes, mas a este dificilmente me imaginaria
a rotular de português. Já o Variações reclamava com a Maria Albertina
- nome bem português - de ter chamado Vanessa à sua filha. Este podia
ser bem pior. Podia ser Recesvindo ou Asdrúbal, por exemplo, mas Ruben
Micael?!?... Se for para provar que somos um país de bimbos, então é
do mais português que há. Melhor, é portuguesíssimo!
publicado por coisas minhas às 16:50
link do post | comentar | favorito

[ quem sou

[ pesquisar

 

[ Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

[ links