coisas que me passam pela cabeça, e outras que vão ficando

[ textos recentes

[ Ronaldo é apresentado hoj...

[ O homem que não existe

[ Sábios conselhos

[ Coisas úteis (?) que se a...

[ We Go ou Nós Vamos?

[ Eusébio no Panteão não. P...

[ Viva la vida loca aos 80!

[ Não tenho dinheiro para u...

[ A senhora engorda e volta...

[ Al Capone era Tuga

[ arquivos

[ Julho 2018

[ Março 2016

[ Agosto 2015

[ Junho 2015

[ Março 2015

[ Março 2014

[ Março 2013

[ Fevereiro 2013

[ Julho 2012

[ Maio 2012

[ Outubro 2011

[ Agosto 2011

[ Junho 2011

[ Abril 2011

[ Janeiro 2011

[ Novembro 2010

[ Outubro 2010

[ Setembro 2010

[ Agosto 2010

[ Junho 2010

[ Maio 2010

[ Março 2010

[ Janeiro 2010

[ Dezembro 2009

[ Novembro 2009

[ Outubro 2009

[ Julho 2009

[ Junho 2009

[ Maio 2009

[ Abril 2009

[ Março 2009

[ Fevereiro 2009

[ Janeiro 2009

[ Dezembro 2008

[ Novembro 2008

[ Outubro 2008

[ Setembro 2008

[ Agosto 2008

[ Julho 2008

[ Junho 2008

[ Maio 2008

[ Abril 2008

[ Março 2008

[ Fevereiro 2008

[ Janeiro 2008

[ Dezembro 2007

[ Novembro 2007

[ Outubro 2007

[ Setembro 2007

[ Agosto 2007

[ Julho 2007

[ Junho 2007

[ Maio 2007

[ Abril 2007

[ Março 2007

[ Fevereiro 2007

[ tags

[ todas as tags

[ visitas

Domingo, 27 de Abril de 2008

PSD's....

As eleições do PSD prometem. O Menezes não conduziu bem o barco. Mandou borda fora o Marques Mendes prometendo melhor, mas não fez. Parece-me que, por outro lado, também houve quem lhe tenha cuidado de lhe "fazer a folha", mas pronto... Agora revelam-se os muitos PSD's que há lá dentro.
Já não sei quantos candidatos há. Um deles, Patinha Antão, ficou satisfeito por serem os três economistas, mas já são mais que três, parece-me. Há o Pedro Passos Coelho, um 'jovem' que está a fazer o primeiro alto vôo, o Patinha Antão e a Manuela Ferreira Leite que por excelentes economistas que sejam têm na expressão uma antipatia que parece só queimar votos, e mais um ou dois menos mediáticos. E depois há o Santana Lopes e o Alberto João que ainda não abriu o jogo.
Acho piada a que Santana Lopes e Alberto João Jardim queiram ser candidatos. Estão no seu direito, talvez até no seu dever enquanto militantes de um grande partido, mas teria piada se algum deles ganhasse. É que o nosso sistema partidário tem evoluído para uma bipartidarização da vida política e quem se candidata a líder do PSD ou do PS arrisca-se a ser Primeiro Ministro.

A propósito, a bipartidarização só não aconteceu já há mais tempo porque os partidos com menos deputados muito têm lutado contra as inúmeras maquinações inventadas e tentadas pelo PS e pelo PSD, como é o caso da recente legislação autárquica, para tornar a vida política portuguesa absolutamentamente bipartidária, mas isto é só um aparte.

Ora imaginem só o Alberto João Jardim como Primeiro Ministro. O Santana Lopes não é preciso imaginar, basta lembrar os poucos meses que lá esteve e quando acabarmos de rir à gargalhada, arrefecer os ânimos e pensar que para aquele lugar será melhor alguém com alguma seriedade.
Terá Alberto João Jardim essa seriedade? Não interessa que se mascare no Carnaval. Mascara-se, e faz bem, diverte-se e assume. Não faltam por aí mascarados de muita coisa que não assumem coisa nenhuma. Mas seria Alberto João Jardim capaz de enquanto Primeiro Ministro mandar o tipo de bocas que manda da Madeira para o "contenente" enquanto Presidente do Governo Regional? Por um lado, creio que é homem para fazer o que muito bem lhe dá na mona, o que é um sinal raro de coragem, hoje em dia. Mas não acredito que não se contivesse bem mais do que a partir do Funchal. Evitaria ele sessões plenárias na Assembleia da República perante um qualquer chefe de estado ou de governo apenas para não ter de mostrar aquelas gentes da esquerda que, diz ele, poluem o ar?
Mas há ainda outra coisa: será Alberto João Jardim capaz de largar a Madeira? Já tantas vezes anunciou que ia embora e lá continua. Ele iria liderar o PSD a partir do Funchal? Fariam um part-time? Só para não ter de largar a Madeira creio que ele não se canditará.
E agora para acabar a rir, o Santana Lopes quer liderar o PSD, e se isso acontecer, ele pode muito bem voltar a ser Primeiro Ministro!

Para quem já acabou de rir, podem agora compará-lo com o Berlusconi, que também saiu do governo por baixo e agora voltou. Só o penteado não é parecido, mas é cómico em ambos.

publicado por coisas minhas às 23:08
link do post | comentar | favorito

[ quem sou

[ pesquisar

 

[ Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

[ links