coisas que me passam pela cabeça, e outras que vão ficando

[ textos recentes

[ Ronaldo é apresentado hoj...

[ O homem que não existe

[ Sábios conselhos

[ Coisas úteis (?) que se a...

[ We Go ou Nós Vamos?

[ Eusébio no Panteão não. P...

[ Viva la vida loca aos 80!

[ Não tenho dinheiro para u...

[ A senhora engorda e volta...

[ Al Capone era Tuga

[ arquivos

[ Julho 2018

[ Março 2016

[ Agosto 2015

[ Junho 2015

[ Março 2015

[ Março 2014

[ Março 2013

[ Fevereiro 2013

[ Julho 2012

[ Maio 2012

[ Outubro 2011

[ Agosto 2011

[ Junho 2011

[ Abril 2011

[ Janeiro 2011

[ Novembro 2010

[ Outubro 2010

[ Setembro 2010

[ Agosto 2010

[ Junho 2010

[ Maio 2010

[ Março 2010

[ Janeiro 2010

[ Dezembro 2009

[ Novembro 2009

[ Outubro 2009

[ Julho 2009

[ Junho 2009

[ Maio 2009

[ Abril 2009

[ Março 2009

[ Fevereiro 2009

[ Janeiro 2009

[ Dezembro 2008

[ Novembro 2008

[ Outubro 2008

[ Setembro 2008

[ Agosto 2008

[ Julho 2008

[ Junho 2008

[ Maio 2008

[ Abril 2008

[ Março 2008

[ Fevereiro 2008

[ Janeiro 2008

[ Dezembro 2007

[ Novembro 2007

[ Outubro 2007

[ Setembro 2007

[ Agosto 2007

[ Julho 2007

[ Junho 2007

[ Maio 2007

[ Abril 2007

[ Março 2007

[ Fevereiro 2007

[ tags

[ todas as tags

[ visitas

Domingo, 24 de Maio de 2009

40 albuns

ABBA: Super Trouper
Beatles: Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band
Bob Marley: Bob Marley & The Wailers, Legend
Dire Straits: Brothers in Arms
Fausto: Por Este Rio Acima
Fernando Tordo: Anticiclone
Genesis: The Lamb Lies Down on Broadway
Glenn Miller: In the mood
House Martins: Now that's what I call quite good
Incantation: Pipes of the Andes
Jafumega: Jafumega
Jean-Michel Jarre: Concertos na China
Jorge Palma: Só
Lloyd Cole & the Commotions: 1984-1989
Marillion: Misplaced Childhood
Mark Knophler: Cal
Mike Oldfield: QE2
Neil Diamond: Jonathan Livingston Seagull
Paul McCartney: all the best
Paul Simon: Graceland
Pedro Abrunhosa: Viagens
Peter Gabriel: So
Phil Collins: Serious Hits...Live!
Pink Floyd: The Wall
Police: Ghost in the machine
Queen: The Works
Roy Orbison: A Black And White Night
Rui Veloso: Ar de Rock
Salada de Frutas: Se Cá Nevasse
Sérgio Godinho: Era uma vez um rapaz
Simon & Garfunkel: The Concert In Central Park
Sting: Brand New Day
Supertramp: Brother Where You Bound
Trovante: 84
UHF: À Flor da Pele
Vangelis: Blade Runner
Vitorino: Semear salsa ao reguinho
Waldo de los Rios: Grandes Exitos
Waterboys: Room to roam
Xutos e Pontapés: Circo de feras
 

publicado por coisas minhas às 10:00
link do post | comentar | favorito

40 filmes

1900
2001 odisseia no espaço
A Idade da Inocência
All that jazz
Apocalypse Now
As férias do Sr. Hulot
Bird
Blade Runner
Blow Up
Casablanca
Cinema Paraíso
Couraçado Potenkin
Do céu caiu uma estrela
Dr. Estranhoamor
E tudo o vento levou
E.T.
Encontros Imediatos do 3º Grau
Fahrenheit 451
Feios Porcos e Maus
Guerra das estrelas
Janela indiscreta
Lawrence da Arábia
Matrix
O Carteiro de Pablo Neruda
O Grande Ditador
O Homem Elefante
O Padrinho
O Pai Tirano
O Rei Pasmado
Os inadaptados
Psicho
Ran, o senhor da Guerra
Scaramouche
Silent Running
Sonhos
Tempos Modernos
THX1138
Trafic
Tubarão
Yellow Submarine

música: I feel good
publicado por coisas minhas às 09:00
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Maio de 2009

Palhaçada pirateada

Li no Diário Digital que a Ordem dos Médicos irá aplicar processos disciplinares a médicos que foram em Novembro de 2006 a um congresso de ginecologia na Malásia e andaram disfarçados de piratas numa ilha a 700 kilómetros de distância.

Uma mente maldosa pensaria de imediato algo como "lá foram os médicos a mais um passeio ao estrangeiro, à conta de uma farmacêutica, e com uma convidativa subdosagem de actividades não clínicas para adoçar a boca". Quase de certeza que não foi o que se passou neste caso. A ilha a 700 kilómetros para a qual tiveram de viajar tinha, obviamente, muito interesse clínico na área da ginecologia, senão nunca lá iriam. E não vejo mal nenhum em que se tenham mascarado de piratas. Muito provavelmente quiseram fazer como aqueles médicos que colocam um nariz de palhaço e andam pelas enfermarias de pediatria a amenizar o dia-a-dia das crianças ali internadas.

É curioso que o artigo do Diário Digital refira que isto na ilha era um programa suplementar que o laboratório de genéricos J. Neves, patrocinador da ida ao congresso, não subsidiou. É estranho então como é que sendo toda a viagem patrocinada por uma entidade - seja ela quem for - conseguem os médicos encontrar forma, tempo e financiamento para proceder a uma viagem (de estudo?...) a uma ilha a 700 kilómetros de distância fazer algo não relaccionado com o congresso. Será que quem organizou a viagem concedeu um ou dois dias livres aos congressistas para fazerem o que quisessem? Terão os médicos pago a viagem à ilha? E, já agora, quem pagou os disfarces? E melhor: quem se lembrou de tal coisa?

Estes médicos que foram à Malásia e se disfarçaram de piratas foram certamente fazer palhaçadas, pirateando sem maldade a ideia de alegrar as crianças enfermas. É uma palhaçada pirateada. A dúvida é que sendo a sua especialidade a ginecologia, não vejo que crianças podiam eles ir estudar do ponto de vista clínico e no âmbito da sua visita de estudo à Malásia, a 700kilómtros de distância do congresso.

Alimenta-se assim a dúvida de que, afinal, o objectivo deste desvio ao programa do congresso terá sido outro. Salvaguardando o princípio da presunção da inocência, esperemos por um veredito da Ordem.

O artigo do Diário Digital está em http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=387926.

publicado por coisas minhas às 16:52
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Tejo? Qual Tejo?

Vai abrir hoje um novo centro comercial. Mais um santuário de peregrinação urbana e consumista. Este chama-se Dolce Vita Tejo. Não pretendo dizer mal das instalações ou do serviço, porque não conheço e não conhecerei enquanto não precisar de lá ir. Apenas aquele nome é que me parece das coisas mais disparatadas que já ouvi. Não é o top, mas anda lá perto.
Quem se terá lembrado de chamar aquilo Tejo? Dolce Vita é o nome da empresa, mas porquê Tejo? Onde está o Tejo ali?
Eu sei onde fica este novo shoping, costumo lá passar. Aquilo fica ali para o final do IC17, que naquele final  improvisado há 10 anos, nos obriga a subir para Belas pelo IC16, a Radial da Pontinha. Fica aqui:



Repare-se que mais há ali perto: Pontinha, já não, Alfornelos nem por isso, Brandoa talvez. O que fica mesmo ao lado é o Casal da Perdigueira. Mais a Norte há o Casal do Rato, da Mira, o Vale Pequeno e o Vale Grande.
É que o mais esquisito é que a dita coisa não fica no alto de um monte de onde se possa ter uma vista desafogada do horizonte à volta. Aquilo fica mesmo no fundo de um vale. Quem desce o tal IC16, vindo do nó da CREL em Belas as únicas coisas que se destacam no horizonte são as arcadas do Estádio da Luz e as Torreas das Amoreiras. Do Tejo ali nem o reflexo chega.
Não seria melhor chamar Brandoa Shoping? Não sei se se vive uma doce vida na Brandoa, mas também podia ser Dolce Vita Brandoa, sempre soa melhor que Dolce Vita Casal da Perdigueira. Casal do Rato Shoping ou Alfornelos Shoping Center também não é nada convidativo. Mas Tejo?!? Qual Tejo?!? Vejam só a que distância aquilo fica do Tejo:

Fica, pelo menos, a dez kilómetros (em linha recta...) de Belém ou da Praça do Comércio. Daí sim, vê-se o Tejo.

 

publicado por coisas minhas às 07:00
link do post | comentar | favorito

[ quem sou

[ pesquisar

 

[ Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

[ links