coisas que me passam pela cabeça, e outras que vão ficando

[ textos recentes

[ Ronaldo é apresentado hoj...

[ O homem que não existe

[ Sábios conselhos

[ Coisas úteis (?) que se a...

[ We Go ou Nós Vamos?

[ Eusébio no Panteão não. P...

[ Viva la vida loca aos 80!

[ Não tenho dinheiro para u...

[ A senhora engorda e volta...

[ Al Capone era Tuga

[ arquivos

[ Julho 2018

[ Março 2016

[ Agosto 2015

[ Junho 2015

[ Março 2015

[ Março 2014

[ Março 2013

[ Fevereiro 2013

[ Julho 2012

[ Maio 2012

[ Outubro 2011

[ Agosto 2011

[ Junho 2011

[ Abril 2011

[ Janeiro 2011

[ Novembro 2010

[ Outubro 2010

[ Setembro 2010

[ Agosto 2010

[ Junho 2010

[ Maio 2010

[ Março 2010

[ Janeiro 2010

[ Dezembro 2009

[ Novembro 2009

[ Outubro 2009

[ Julho 2009

[ Junho 2009

[ Maio 2009

[ Abril 2009

[ Março 2009

[ Fevereiro 2009

[ Janeiro 2009

[ Dezembro 2008

[ Novembro 2008

[ Outubro 2008

[ Setembro 2008

[ Agosto 2008

[ Julho 2008

[ Junho 2008

[ Maio 2008

[ Abril 2008

[ Março 2008

[ Fevereiro 2008

[ Janeiro 2008

[ Dezembro 2007

[ Novembro 2007

[ Outubro 2007

[ Setembro 2007

[ Agosto 2007

[ Julho 2007

[ Junho 2007

[ Maio 2007

[ Abril 2007

[ Março 2007

[ Fevereiro 2007

[ tags

[ todas as tags

Quarta-feira, 22 de Agosto de 2007

Três mil a fazer nenhum

Hoje foi notícia o primeiro treino do Benfica com o novo treinador. Não ouvi ninguém dizer isto, mas digo eu: era um treino de futebol! Não quero que confundam o assunto com basquetebol, voleibol, tiro ao arco, ciclismo, esgrima, natação, atletismo, andebol ou qualquer outra coisa.
Um noticiário indicou que estiveram cerca de três mil pessoas a assistir a este treino – de futebol, atenção! Sendo hoje uma terça-feira de Agosto, devo presumir que aquelas três mil pessoas estão de férias ou desempregadas para poderem estar ali.
Ocorreu-me pensar: se estivessem antes a trabalhar quanto produziriam?
Procurei então dados que há uns anos trabalhei exaustivamente: valor horário de trabalho em todos os países da União Europeia e de outros países desenvolvidos como termo de comparação. Menos exaustivo desta vez, encontrei o Eurostat News Release nº 23/2003, de Março de 2003, onde leio que o valor horário médio do trabalho em Portugal era de 8,10 Euro. Noutro sítio encontrei o valor de 9,60€. Trabalhemos então com este valor.

Admitindo que cada uma daquelas três mil pessoas estiveram lá apenas uma hora e que, em média, gastaram meia hora para ir e outro tanto para vir, tiveram um gasto total de duas horas cada.

Duas horas de três mil pessoas a 9,60€ cada hora de cada uma valem 57.600€! Assim, quanto valem?

publicado por coisas minhas às 00:01
link do post | comentar | favorito

[ quem sou

[ pesquisar

 

[ Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

[ links