coisas que me passam pela cabeça, e outras que vão ficando

[ textos recentes

[ O homem que não existe

[ Sábios conselhos

[ Coisas úteis (?) que se a...

[ We Go ou Nós Vamos?

[ Eusébio no Panteão não. P...

[ Viva la vida loca aos 80!

[ Não tenho dinheiro para u...

[ A senhora engorda e volta...

[ Al Capone era Tuga

[ Carnaval palerma

[ arquivos

[ Março 2016

[ Agosto 2015

[ Junho 2015

[ Março 2015

[ Março 2014

[ Março 2013

[ Fevereiro 2013

[ Julho 2012

[ Maio 2012

[ Outubro 2011

[ Agosto 2011

[ Junho 2011

[ Abril 2011

[ Janeiro 2011

[ Novembro 2010

[ Outubro 2010

[ Setembro 2010

[ Agosto 2010

[ Junho 2010

[ Maio 2010

[ Março 2010

[ Janeiro 2010

[ Dezembro 2009

[ Novembro 2009

[ Outubro 2009

[ Julho 2009

[ Junho 2009

[ Maio 2009

[ Abril 2009

[ Março 2009

[ Fevereiro 2009

[ Janeiro 2009

[ Dezembro 2008

[ Novembro 2008

[ Outubro 2008

[ Setembro 2008

[ Agosto 2008

[ Julho 2008

[ Junho 2008

[ Maio 2008

[ Abril 2008

[ Março 2008

[ Fevereiro 2008

[ Janeiro 2008

[ Dezembro 2007

[ Novembro 2007

[ Outubro 2007

[ Setembro 2007

[ Agosto 2007

[ Julho 2007

[ Junho 2007

[ Maio 2007

[ Abril 2007

[ Março 2007

[ Fevereiro 2007

[ tags

[ todas as tags

[ visitas

Terça-feira, 9 de Agosto de 2011

É besta, e daí não passa

Ontem alguém encontrou o árbitro Pedro Proença num centro comercial e achou que a melhor forma de resolver a discordância entre os dois era com um enxerto de porrada. Se calhar, não sei, nem sequer era uma discordância, era apenas uma opinião do agressor. Terá o agredido tido possibilidade de expor a sua opinião? Não sei o que levou à agressão, se houve alguma troca de palavras cuja animosidade foi crescendo, ou se o agressor simplesmente começou a conversa com verbo físico. Seja lá como for, o agressor é uma besta. É como os bisontes, as cabras e os leões marinhos, e muitos outros animais que disputam o seu território ou as suas fêmeas á lei da força. A diferença destes animais para os humanos é que os bisontes, as cabras e os leões marinhos não têm linguagem verbal, entendimento lógico avançado ou capacidade de viver em sociedade complexamente organizadas. E é por isso mesmo que a pessoa que fez esta agressão é uma besta tão besta como os bisontes: não tem capacidade de argumentação verbal, nem entendimento minimamente lógico ou capacidade de aceitar entes semelhantes a si mas com diferenças de opinião ou comportamento. E se tem estas capacidades não foi capaz de as usar em vez da violência e, por isso mesmo, continua a ser uma besta.

publicado por coisas minhas às 13:36
link do post | comentar | favorito
|

[ quem sou

[ pesquisar

 

[ Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

[ links