coisas que me passam pela cabeça, e outras que vão ficando

[ textos recentes

[ O homem que não existe

[ Sábios conselhos

[ Coisas úteis (?) que se a...

[ We Go ou Nós Vamos?

[ Eusébio no Panteão não. P...

[ Viva la vida loca aos 80!

[ Não tenho dinheiro para u...

[ A senhora engorda e volta...

[ Al Capone era Tuga

[ Carnaval palerma

[ arquivos

[ Março 2016

[ Agosto 2015

[ Junho 2015

[ Março 2015

[ Março 2014

[ Março 2013

[ Fevereiro 2013

[ Julho 2012

[ Maio 2012

[ Outubro 2011

[ Agosto 2011

[ Junho 2011

[ Abril 2011

[ Janeiro 2011

[ Novembro 2010

[ Outubro 2010

[ Setembro 2010

[ Agosto 2010

[ Junho 2010

[ Maio 2010

[ Março 2010

[ Janeiro 2010

[ Dezembro 2009

[ Novembro 2009

[ Outubro 2009

[ Julho 2009

[ Junho 2009

[ Maio 2009

[ Abril 2009

[ Março 2009

[ Fevereiro 2009

[ Janeiro 2009

[ Dezembro 2008

[ Novembro 2008

[ Outubro 2008

[ Setembro 2008

[ Agosto 2008

[ Julho 2008

[ Junho 2008

[ Maio 2008

[ Abril 2008

[ Março 2008

[ Fevereiro 2008

[ Janeiro 2008

[ Dezembro 2007

[ Novembro 2007

[ Outubro 2007

[ Setembro 2007

[ Agosto 2007

[ Julho 2007

[ Junho 2007

[ Maio 2007

[ Abril 2007

[ Março 2007

[ Fevereiro 2007

[ tags

[ todas as tags

[ visitas

Quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2008

Terramoto gay?

Li numa newsletter um título de uma notícia que me chamou a curiosidade para a sua leitura: “Em Israel os gays são os responsáveis pelos tremores de terra”. Antes que digam que é mentira o que li, vão a http://www.voltairenet.org/article155359.html e confirmem.
Segundo a notícia esta afirmação foi feita por um deputado de um partido político, o terceiro maior em representação parlamentar, que já em 2005 havia interpretado o furacão Katrina como um castigo divino infligido aos Estados Unidos. O líder do partido é ministro da Indústria, do Comércio e do Emprego, e também em 2005 declarou que a homossexualidade é uma doença.
Não sei se a homossexualidade é uma doença. Há muitos estudos que procuram relações causa-efeito entre determinadas particularidades tangíveis do ser humano, como os genes, e o comportamento sexual, mas tanto quanto sei ainda não são conclusivos nem sugerem respostas concretas a curto prazo. Não só não se lhe conhece causa patogénica como não se conhece causa alguma, pelo que esta afirmação se torna singularmente curiosa. Ignorando a ciência o que causa a homossexualidade, estes iluminados partem para outra atribuição de responsabilidades, a de que os tremores de terra são causados pelos gays.
Seja-lhes concedido o benefício da dúvida. Seguindo o método científico, devem-se formular todas as hipóteses, mesmo as mais disparatadas, para se chegarem a conclusões fidedignas. Imaginem então, que se descobria que a causa da homossexualidade é a alimentação, mais concretamente a alimentação de crianças com menos de 4 anos com beringelas. Podíamos então estabelecer uma relação causa-efeito entre a beringela e os tremores de terra, a acreditar nestes deputados. O que faríamos então à produção de beringela? O que fariam aos produtores de beringela? Eram presos ? Mortos? Processados? Como não se sabe a causa da homossexualidade, ainda não é desta que podemos banir a beringela.
Não precisando de factos para fundamentar certezas, quem faz estas afirmações não parece reparar ou querer saber que, ainda segundo a mesma notícia, “o vale do rio Jordão, o deserto de Arava e o Mar Morto se encontram na falha sírio-africana, uma das zonas sísmicas mais sensíveis do globo”. Portugal também está perto de várias falhas sísmicas. Se for verdade o que estes deputados defendem, das duas uma: ou em 1755 a população gay de Lisboa era enorme, ou os poucos gays que haveria seriam muuuuuito gays para provocar tal sismo.
publicado por coisas minhas às 22:07
link do post | comentar | favorito
|

[ quem sou

[ pesquisar

 

[ Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

[ links